Jesus dos crentes

O Jesus dos Crentes

Bíblia Diário Espiritual Jesus Cristo

Afinal, quem é mesmo Jesus dos Crentes? Existe outro Jesus? Se existe, então como saber qual o verdadeiro Jesus?

Quem é o “Jesus dos crentes? À primeira vista essas perguntas parecem até sem sentido ou fáceis de responder, mas não é bem assim.

Você já deve ter ouvido muito essa expressão “Jesus dos crentes”, certo? Eu já ouvi muito, e a princípio me parecia algo humorístico, porque pensava comigo mesmo: não há outro Jesus, só há um e esse é o Jesus dos crentes.

Mas com o passar do tempo fui entendendo que não é bem assim. Fiquei meditando e entendi que, se os homens inventaram outros deuses, precisamos discernir o Deus verdadeiro, e de carona, o Jesus verdadeiro.

Aprenda como ler a bíblia e entendê-la facilmente

Mesmo antes da vinda de Jesus, quando alguns de Israel aguardavam sua vinda, já se manifestaram falsos messias no meio do povo, e só quem conhecia por divina revelação a missão do verdadeiro messias podia entender que eram falsos, por causa das suas obras e motivações (Atos 5: 35 – E disse-lhes: Homens israelitas, acautelai-vos a respeito do que haveis de fazer a estes homens,

36 – Porque antes destes dias levantou-se Teudas, dizendo ser alguém; a este se ajuntou o número de uns quatrocentos homens; o qual foi morto, e todos os que lhe deram ouvidos foram dispersos e reduzidos a nada.

37 – Depois deste levantou-se Judas, o galileu, nos dias do alistamento, e levou muito povo após si; mas também este pereceu, e todos os que lhe deram ouvidos foram dispersos.

38 – E agora digo-vos: Dai de mão a estes homens, e deixai-os, porque, se este conselho ou esta obra é de homens, se desfará,

39 – Mas, se é de Deus, não podereis desfazê-la; para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus.).

Estes são apenas alguns exemplos bíblicos de pessoas que se levantaram na Judéia daqueles tempos como libertadores do povo. Só que a visão desses pseudos libertadores não era provida da “lente divina”, mas meramente carnal, visando se livrarem do jugo de Roma, mas sem nenhuma diretiva de Deus.

Hoje não é diferente; muitos falsos libertadores têm se manifestado e enganado milhares de pessoas com falsas promessas e valores enganadores.

Por isso é preciso que entendamos quem é verdadeiramente o “Jesus dos crentes”.

O primeiro ponto a ser observado é: o Jesus dos crentes está presente em toda a Bíblia, de Gênesis a Apocalipse, em cada livro ele se faz presente.

Segundo ponto: o Jesus dos crentes foi o único a vencer a morte. Seu túmulo é um túmulo vazio. Existe algum outro messias que se enquadre nesse requisito?

O Jesus dos Crentes

Terceiro ponto: ele voltará, e os sinais que ele mesmo destacou como sendo os sinais da proximidade da sua volta estão manifestos. Só não vê quem não quer.

Portando, assim como os povos antigos davam destaque ao verdadeiro Deus como “O Deus de Israel”, não é errado adjetivarmos o verdadeiro Jesus como o “Jesus dos Crentes”.

O movimento chamado ecumenismo, que visa a junção de todas as religiões, inclusive o cristianismo, prega que “Deus é um só”, mas devemos ter cuidado ao concordar com essa afirmação, pois se deus é um só, porque a fé não é única? Porque os cultos não são os mesmos?

O Deus de Israel e o Jesus dos Crentes, juntamente com com o Espírito Santo, esses sim, são únicos e verdadeiros, e são eles únicos capazes de cumprir a promessa bíblica:

João 3

13 – Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.

14 – E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;

15 – Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

16 – Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

17 – Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.

18 – Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

19 – E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.

20 – Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.

21 – Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.

Que Deus abençoe seu entendimento e lhe dê discernimento da verdade. Amém.

Fale Conosco clicando AQUI

Seu comentário é muito importante!