A história da Humanidade

A História da Humanidade

Bíblia História da Humanidade

Existem inúmeras especulações quanto à história da humanidade, ao surgimento do homem e ao desenvolvimento cultural.

A ciência tenta justificar suas teses e afirmações através de teorias, o animismo faz referências a experiências “vividas” por seus adeptos para incrementar suas ideias, e assim são muitas as linhas de pensamento em relação ao surgimento da humanidade.

Só que os mais eruditos estudiosos do assunto deixam de dar crédito à narrativa mais verídica a respeito, para depois tropeçarem na mesma, a Bíblia.

Por exemplo: Quando Eratóstenes, matemático, gramático, poeta, geógrafo, astrônomo e bibliotecário, grego, de Cirene chegou a conclusão de que a terra tinha forma arredondada, a cerca de dois mil anos atrás, por meio de algumas experiências e cálculos, Isaís já a cerca de 700 anos aC. Escreveu: “Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar; Isaías 40:22”.

A História da Humanidade

Dessa forma que por muito tempo foram desprezadas, mas que com o decorrer do tempo estão sendo comprovadas.

Mas vamos ao que interessa: Deus abriu um parêntese na eternidade e dentro desse espaço criou o que nós conhecemos hoje como “humanidade”.

O nosso problema é não admitir que haja algo fora do nosso entendimento e para o qual não tenhamos uma explicação lógica e racional.

Dentro do espaço lógico que Deus criou está o limite da nossa compreensão humana, na aquém e nem além disso, só que o homem, ferido no seu orgulho, não admite essa limitação e tenta de várias formas buscar explicações para fora desse parêntese.

E quando pensa que encontrou alguma resposta passa a impô-la como verdade absoluta para toda a humanidade.

Veja como no caso da forma da terra; quantas teorias foram elaboradas e empurradas “goela abaixo” para depois serem regurgitadas por sua incoerência e inaceitabilidade.

Muito bem, uma vez aberto o parêntese, começa a saga humana na terra, com começo, meio e fim programados por Deus. Se tem dúvidas sobre isso consulte a bíblia.

Deus programou uma linda história para sua criação, que começou em um sítio (Éden – GÊNESIS 2:8) e vai terminar em uma metrópole (Jerusalém Celestial – Apocalipse 21:2).

Observe que Deus abriu o parêntese justamente em Gênesis e esse parêntese se fecha em Apocalipse, isso é fato.

Não estou escrevendo aqui achismos e teorias, mas sim verdades bíblicas, para pessoas que acreditam na Palavra do Deus vivo e que buscam essas verdades como se fossem ouro.

Dentro dessa saga humana muitos anos se passaram, muitos acontecimentos ocorreram, mas nada saiu do controle divino, por mais catastrófico que pareça o mundo hoje. Podemos olhar para a história da humanidade como uma grande “peneira” onde todo ser humano tem passado por ela, uns aprovados e outros rejeitados como escolhos.

Esse processo não é um sinal de tirania e discriminação da parte de Deus, mas a consequência do caráter humano comprometido pelo pecado.

É como em um depósito de grãos puros onde se tenha derramado sementes de outra origem, que precisam ser separadas. Não há como cozinhar arroz misturado com sementes de capim, por exemplo.

Hoje nós estamos em meio a esse processo; que tipo de semente nós somos? Isso é resposta pessoal. Cada um decide de que lado da peneira irá ficar.

Do começo ao fim da história Deus promete um fim bom ao que perseverar, mas também um fim trágico àqueles que tomarem atalhos, recuarem ou desistirem da caminhada.

Jesus até deu detalhes sobre dois caminhos que temos a escolher durante essa jornada. Cabe a nós optarmo por aquele que acharmos melhor.

O certo é que a história da humanidade é escrita por nós, humanos, não por macacos, nem por ETs. Temos um Deus criador, provedor e soberanos. Não somos obra do acaso e nem de teorias vazias, pautadas em ideologias de homens sem nenhum fundamento.

Ao invés de olharmos para ideias de pessoas sem nenhuma referência, vamos olhar para um homem que realmente mudou a rota da história, Jesus Cristo, que revolucionou o mundo sem usar armas bélicas, mas apenas aquilo que saiu da sua boca, e permanece até hoje.

Se o amor ao próximo não tem funcionado é porque não tem sido praticado. Se os ensinamentos de Jesus não têm dado resultado é pelo mesmo motivo.

O problema da história da humanidade não está no criador, mas sim na criação, que se tornou indolente, indiferente e rebelde. Mas isso não irá parar a caminhada.

Aquele que perseverar até o fim receberá a coroa da vida – Apocalipse 2:10.

Quer saber sobre a credibilidade da bíblia? Veja esse artigo AQUI

 

Seu comentário é muito importante!