Caminhando com Cristo

Caminhando com Cristo

Jesus Cristo

Caminhando com Cristo – A jornada da fé que conduz o homem A salvação

Lucas 24

13 E eis que no mesmo dia iam dois deles para uma aldeia, que distava de Jerusalém sessenta estádios, cujo nome era Emaús.

14 E iam falando entre si de tudo aquilo que havia sucedido.

15 E aconteceu que, indo eles falando entre si, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou, e ia com eles.

16 Mas os olhos deles estavam como que fechados, para que o não conhecessem.

17 E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre vós, e por que estais tristes?

18 E, respondendo um, cujo nome era Cléopas, disse-lhe: És tu só peregrino em Jerusalém, e não sabes as coisas que nela têm sucedido nestes dias?

19 E ele lhes perguntou: Quais? E eles lhe disseram: As que dizem respeito a Jesus Nazareno, que foi homem profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo.

20 E como os principais dos sacerdotes e os nossos príncipes o entregaram à condenação de morte, e o crucificaram.

1 E nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram.

22 É verdade que também algumas mulheres dentre nós nos maravilharam, as quais de madrugada foram ao sepulcro;

23 E, não achando o seu corpo, voltaram, dizendo que também tinham visto uma visão de anjos, que dizem que ele vive.

24 E alguns dos que estavam conosco foram ao sepulcro, e acharam ser assim como as mulheres haviam dito; porém, a ele não o viram.

25 E ele lhes disse: Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram!

26 Porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória?

27 E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras.

28 E chegaram à aldeia para onde iam, e ele fez como quem ia para mais longe.

29 E eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque já é tarde, e já declinou o dia. E entrou para ficar com eles.

30 E aconteceu que, estando com eles à mesa, tomando o pão, o abençoou e partiu-o, e lho deu.

31 Abriram-se-lhes então os olhos, e o conheceram, e ele desapareceu-lhes.

32 E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras? (grifo nosso)

33 E na mesma hora, levantando-se, tornaram para Jerusalém, e acharam congregados os onze, e os que estavam com eles,

34 Os quais diziam: Ressuscitou verdadeiramente o Senhor, e já apareceu a Simão.

35 E eles lhes contaram o que lhes acontecera no caminho, e como deles fora conhecido no partir do pão.

Assim como esses dois discípulos, que antes conviveram com Jesus, andaram com ele e tiveram parte em seu ministério, nesse momento não conseguiam reconhecê-lo, também acontece com nós.

Podemos estar andando lado a lado com Jesus, conversando com ele, e não reconhecê-lo.

E porque isso acontece? Pelo mesmo motivo que aconteceu com esses dois discípulos! Estavam tristes, desanimados, perderam a fé e a esperança, pois para eles Jesus estava morto.

Imagine caminhar com alguém que consideramos morto! O único lugar para onde se caminha com um morto é para o cemitério, para enterrá-lo. Quantas pessoas já enterraram Jesus, por terem perdido a esperança?

Muitas vezes ele ele está do nosso lado, falando conosco, e nós não o reconhecemos, não identificamos sua voz e nem seu rosto!

Nessas horas é preciso ressuscitar Jesus em nós, entender que o que ele prometeu se cumpre. Ele disse que ressuscitaria no terceiro dia e assim aconteceu.

Assim ele falou para nós, que não nos abandonaria e que sempre estaria presente. O que tapa nossos olhos espirituais é não crer na palavra de Deus e nas suas promessas. Ficamos paralisados pelo desânimo, pela falta de esperança, por não termos paciência em aguardar.

Caminhar com Cristo é um desafio de fé, exige de nós coisas que não queremos por em prática, como paciência, fé e renúncia.

Eu estou escrevendo isso aqui hoje não como um campeão da fé e da paciência, mas sim com alguém que vive essa experiência de passar pelo vale do desânimo, da tristeza e de achar que tudo acabou.

Ninguém é campeão na prática dessas coisas, sem antes passar pelo amargo da sensação de derrota. Quem nunca se sentiu derrotado pelo desânimo, pelo desgaste da espera, até chegar ao ponto de achar que tudo acabou, que Deus colocou um ponto final em nossas expectativas.

Caminhando com Cristo

Saiba de uma coisa, Deus nunca coloca ponto fina na nossa história, mas coloca muitas vírgulas, e as vírgulas servem para deixar a entender que o assunto ainda não acabou e que o texto ainda não está finalizado.

A sua e a minha história com Deus ainda não chegaram ao fim, a caminhada ainda está viva.

Prepare uma ceia, convide Jesus, ele virá; essa é a prova de que ele está vivo: MORTO NÃO COME, e Jesus comeu com seus discípulos depois que foi considerado morto, provando assim que estava tão vivo quanto antes.

Assim é em nossas vidas; Jesus Cristo continua vivo como sempre, pois não é um Deus morto e nem Deus de mortos.

Portanto vamos celebrar a vida, a de Jesus Cristo e a nossa, que ele nos deu, a NOVA VIDA NELE (2 Co. 5:17)

FALE CONOSCO:

Seu comentário é muito importante!